Coisas que você precisa aprender: agir como homem


Este artigo é o primeiro de uma série de posts onde vou despejar na sua cara imunda algumas verdades que o farão crescer como homem e entrar no nosso seleto time de homens íntegros ou vai te fazer ficar com raivinha de mim por você ser um tanga frouxa que se recusa a mudar (o que se for o caso para mim é um ótimo negócio já que você não continuará lendo o meu blog). 

Aviso: antes de começar no assunto, esteja avisado que a partir de agora estou adotando escalas de virilidade para meus artigos. Isso quer dizer que você saberá de antemão se o texto tem uma abordagem mais intelectual e reflexiva ou se eu vou meter o pé no seu peito.

Faço isso pois há muitos paspalhos cretinos que acham que estou pegando pesado nos textos e que gostam de artigos estilo chá de camomila. Como já estou careca por conta desses vagabundos, a partir de agora eles poderão saber desde o começo do post se vou PEGAR PESADO e arrebentar fuças ou se vou escrever com um convite à reflexão, de modo que os bundinhas se não gostarem poderão ir para o site da revista Capricho ler suas coisinhas bonitas sem reclamar, ou então poderão ir para o Papo de Homem se masturbar intelectualmente sem nos irritar.

*** ATENÇÃO, PASPALHO: Este post está com nível ALTO de brutalidade o que quer dizer que eu despejo verdades na sua cara, tenho licença para te arrebentar e não me importo com seus sentimentos ou como você assimilará esse conteúdo em sua vida. O blog é meu e se você não gostar pode cair fora pois não dou a mínima. ***

O que me motivou a iniciar essa série é que eu estou cansado de ver tanto imbecil na minha frente. Quero dizer, o mundo hoje está repleto de pessoas idiotas, paspalhas, tansas. Você está em casa e tem as idiotices dos seus vizinhos mal educados que acham que cada casa é seu país particular, você liga a televisão na Globosta e só tem animais, sai na rua e vê gente imbecil jogando coisas na rua, gritando, agindo como se fossem animais. Isso não é novidade. Mas chega uma hora que realmente cansa mesmo.

Detesto parecer arrogante (de fato não sou, mas sinceramente não dou a mínima se você pensar o contrário, seu merdinha) mas são quase dez anos nesta bosta de internet escrevendo e os caras não aprendem, a gente volta e são os mesmos cagalhões no mundo com medo de tudo.

Então vou fazer um favor a todos vocês, em especial aos paspalhões, e dizer a partir de hoje algumas coisas que seu pai bundão não lhe ensinou e você precisa aprender AGORA para se tornar um homem melhor. A frequência dos posts? Bem, será quando eu quiser, seu canalha. Você não é meu chefe, seu vagabundo cretino.

Vamos à primeira.

1. AGIR COMO HOMEM

Os homens hoje, em especial os adolescentes bundões, comédias e imbecis, estão mais preocupados em parecer como homens do que em agir como homens.

Esse fenômeno tem crescido pois a linha entre agir como homem e ser considerado machista é extremamente tênue. Ou seja, você bundão moderninho quer parecer homem mas não quer ser considerado como um homem no pleno sentido, pois isso pode fazer você perder a simpatia social.

O resultado é um mar de homens barbudinhos idiotas e que parecem machinhos, fortinhos com peitinho estufado pedindo um sutiã, mas, essencialmente, sem força. Problemáticos emocionalmente, sem estrutura psicológica, emotivos, sentimentais, pouco frios, temperamentais, passionais.

E não adianta ficar olhando para a tela com essa mão cabeluda no mouse achando que eu não estou falando de você. Na verdade as chances de eu estar falando de você são altas, pois muitos hoje se tornam falsos homens por osmose e comportamento de bando.

O que você precisa fazer? Bem, se você me perguntasse isso no dia de hoje, com o temperamento que estou, bem, eu na melhor das hipóteses te mandaria ir cagar e te daria uma cotovelada na CARA. Mas veja, como estou escrevendo um artigo, tenho o compromisso de esclarecer melhor. O que você precisa é começar a se preocupar mais em manifestar ações masculinas na sua vida do que priorizar aparência e demonstrações.

Aprenda uma coisa seu cretino, ter barba não te torna homem e não ter barba não te torna moleque, não importa o que suas amigas vagabundas de grupos digam, ou que seus amigos que não prestam para nada te falaram sobre como você fica bem ou mal. Não é o que PARECE mas o que É. E ser não é "ter" (escreverei mais sobre isso futuramente).

O comentário de terceiro acerca de sua masculinidade trata-se de mera avaliação cosmética e superficial, o âmago da masculinidade permanece no caráter. É o que você faz no dia a dia, a forma com que você cuida da família, a sua disposição de aceitar a desvantagem pessoal em prol do bem familiar, o respeito que dá e recebe, a força como provisor, a gana de trabalhar, e virilidade de afastar vagabundos e manter seus ideais firmes.

Estas coisas que mencionei no parágrafo anterior são as características quais precisa desenvolver e cultivar se quiser deixar de ser um tanga frouxa e querer começar a ser homem, e não em ter barbinhas idiotas e tatuagenzinha de caveirinha para parecer machinho. Se quer ter essas coisas juntamente com um forte caráter, é escolha pessoal sua, um gosto seu, mas --pessoalmente-- acredito que usar o que todos usam soa como ato desesperado de incluir-se socialmente e ser aceito (se não concorda pode ir se ferrar). Tenha cuidado para não acabar parecendo, pessoalmente e na sua vida real, como um personagem, uma caricatura do descolado-padrão-que-usa-barba-pois-disseram-que-se-não-usar-parece-moleque.

Homens de verdade não são fabricados em série, pois agir como homem muitas vezes significa ser inconveniente e desagradar alguns em prol do bem estar humano. Pode ser que você perca amizades, seja considerado machista, mas acredite, quando surgirem os problemas, você será a pessoa que eles irão querer ter por perto. Isso porque você terá integridade.

O ponto é: não ache que essa sua tatuagem de bosta e essa barba nojenta por si só farão de você um homem, se na realidade você é frouxo de caráter, sentimental, chorão e passional. Sua barba não irá lhe ajudar quando você for demitido e precisar sustentar sua família, quando sua família não reconhecer seus esforços e te desrespeitar, quando você for ultrajado por fazer o que é direito. Sua tatuagem de merda que fecha o braço não irá de confortar quando você terminar um namoro e precisar seguir em frente, quando for traído e precisar lidar com o fato de ter se relacionado com uma pessoa infiel, quando ter perdas financeiras e precisar se reerguer para reconquistar tudo novamente.
Melhor é o homem que age e pouco aparece, do que o homem que muito aparece e pouco age. Esteja sempre em movimento, cresça emocionalmente.

Eu quero que você passe a agir, eu quero que você sinta confiança como homem, eu quero que você sinta que pode resolver problemas, eu quero que você durma sem ter medo do amanhã, pois o que um homem pode o outro também pode. Você só precisa parar com essa idiotice de querer PARECER homem e preocupar-se em ser.

Eu vou exemplificar isso melhor ao longo das próximas séries. Advirto que meus textos podem ficar cada vez mais agressivos, mas faço isso com o objetivo de quebrar seu frágil mundo de ilusões. Todos os outros tecerão elogios falsos mas saiba que eu sou aquele que te dá proveitoso o tapa na cara, que te dá uma rasteira e mete o dedo na sua cara antes que a vida, que é muito mais dura e implacável, faça isso e te destrua por completo.

* Sobre a caixa de comentários et cetera: Pode comentar algo abaixo se quiser, apenas peço que tente não ser idiota aqui. Deixe isso para seus contatos do Whatsapp. Você já é imbecil o dia inteiro na merda do Whatsapp onde você acha que está abafando, portanto aqui seja comedido. Ao comentar você deve se imaginar como se estivesse num bar tomando algo para abrir as ideias, com pessoas rudes porém honestas. Não vou apartar briguinhas e passar talquinho no seu bumbum caso alguém lhe meta um pé no rabo, postar aqui é por sua conta e risco. Fiquem atentos às próximas postagens. Caso não tenham recebido safanões suficientes neste artigo peçam mais em meu Ask: https://ask.fm/doutrinador

Comentários

  1. Valeu, Doutrina!
    É só termos como modelo um bom e velho pai de família de antigamente: pai, chefe da família e trabalhador. O resto é resto.

    Abraço! Siga avante e firme!

    ResponderExcluir
  2. Que post mestre, sensacional.

    ResponderExcluir
  3. Fico contente que tenha retornado com os posts. Tenho 22 anos, a vida ensina, mas ainda quero aprender muito contigo!

    ResponderExcluir
  4. Axl Rose do fórum Legado Realista.

    Falou tudo mestre, sempre aprendo com seus posts, aliás foi lendo essas rudes palavras que acordei pra vida anos atrás e passei a me forjar com a realidade da vida.

    ResponderExcluir
  5. Quem diria que eu iria reencontrar o cara que me guiou na época da adolescência.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Mulheres rodadas: DIGA NÃO

Como lidar com um término de relacionamento

Mangina - O que é? - Parte 1