Como lidar com um término de relacionamento

cartaz do filme "The Break-Up" (2006)

Ao contrário do que ensinam os filmes babacas da Disney, relacionamentos normalmente possuem finais nada felizes. Casos de traição, pés na bunda sem explicação, meses de sofrimento, paixão (vício) que leva a crimes passionais etc. Se você terminou o relacionamento de forma traumática, está na lama e não consegue se levantar, vou dar algumas dicas aqui no blog para diminuir seu sofrimento pós-término e fazer você se tornar um homem melhor. Uma coisa que acontece muito quando um relacionamento se acaba é a "guerra-fria" pós-termino.

A "guerra-fria" pós-término é quando a guerra continua mesmo após o cessar-fogo da separação. Isto é, quando os dois (ou um dos dois) não supera o término e continuam trocando farpas, mantendo rusgas ou ainda monitorando os passos do outro para ver se estão piores ou melhores depois que terminaram.

É o ego falando "preciso ver o outro na merda, para ter certeza de que ele está pior sem mim e conseguir recuperar minha auto-estima". Muitas mulheres por exemplo, adoram pensar "estou aqui livre leve e solta, sendo assediada na balada, no meu auge físico e ele deve estar comendo minha merda enquanto chora num quarto escuro". É por isso que, embora reclamem apenas para manter as aparências, muitas mulheres adoram terminar relacionamentos e ter o homem correndo atrás, carente e dependente dela, arrependido, pois essa subserviência deles alimenta o ego delas e as faz ter certeza que "era muita areia pro caminhãozinho dele".

A verdade é que quanto mais na merda você ficar depois de terminar um relacionamento, mais prazer a outra parte terá (é por isso que depois de terminar normalmente as mulheres querem "continuar amigos", para poder monitorar todos os passos da sua vida pós-relacionamento).

Essa manipulação acontece e aqui seguem algumas dicas para driblar isso e começar a se reerguer:


1. Fique incomunicável (fora do alcance do "radar")

Para que essa "guerra-fria" pós-término aconteça, é preciso que ainda existam relações ou contatos em comum entre vocês. Antigamente eram necessários amigos em comum dispostos a fazerem "leva-e-trás" de notícias ou que um dos dois continuasse apaixonado e mantendo frequente contato na esperança de reatar. Hoje em dia existem as redes sociais e esse "monitoramento" se tornou muito mais fácil. Por isso, se você ainda não se recuperou do término do relacionamento, tranque ou mesmo exclua seus perfis em redes sociais. Um simples "eu tenho mais amigos do que ele" pode ser motivo para ela te tirar como fracassado.

Ao se manter distante dos radares ficará mais difícil te monitorar, ao passo que deixar sua vida como um livro aberto no Facebook tornará mais fácil para a outra parte analisar o quão depressivo você está e maquinar difamações contra você. E não adianta mentir no perfil dizendo que está bem quando não está. Pare de perder tempo e exclua logo essa imbecilidade.


2. Não aceite o "continuar amigos"

Não ser inimigo não significa ser amigo. Esqueça a manobra politicamente correta de terminar um relacionamento e continuar tendo convívio íntimo com a pessoa, trocando mensagens, mantendo papo furado, etc. Isso não existe. Não há problemas em terminar o relacionamento numa boa sem arrumar um inimigo mortal, mas que depois do término cada um siga para seu canto. Quanto menos contato tiverem, melhor, pois como já expliquei, "continuar amigos" pode ser apenas uma desculpa para continuar monitorando os seus passos ou até mesmo uma oportunidade de provocar ciúmes em você assim que possível, tornando essa "amizade" como uma queda-de-braço.


3. Evite amigos que façam "leva-e-trás"

Se você seguiu as dicas que publiquei sobre precauções no namoro, sabe que inserir a mulher em seu círculo social não é bom pois ao terminar será difícil tirá-la dele. Corte relações com amigos que possam fazer leva-e-trás entre vocês ou que fiquem muito divididos querendo "reconciliá-los" irritantemente. Faça novos amigos, expanda seu círculo social e fique menos disponível ao círculo de amigos que vocês ainda possuem em comum.


4. Seja egoísta

Sim, pense em você. Pare de ser um bundão que fica em casa chorando pensando em como "poderia ter sido alguém melhor para ela", ou "como poderia ter evitado X se fizesse Y" igual um paspalho. Ela não é uma criança indefesa e nem mesmo uma deusa perfeita e infalível, portanto também teve culpa e erros que contribuíram para o término. Agora pense apenas no seu desenvolvimento. Apague fotos e lembranças, pois você precisará de toda sua energia voltada para você. Se você é um desses fofoqueiros viciadinhos que não consegue parar de bisbilhotar o perfil da ex para ver o que ela anda fazendo, tome vergonha na cara e exclua todos os seus perfis nas redes sociais. Desapegue-se completamente e vire o foco para você.


5. Não adquira nem alimente ódio

O ódio prende tanto quanto a paixão. Se você odeia sua ex mesmo depois de terem terminado é porque a ausência dela lhe ofende, já que normalmente somos indiferentes àqueles que não nos fazem falta. Não se engane dizendo que "não sente mais nada por ela" enquanto fica enchendo o saco dos seus amigos relatando podres dela mesmo se ninguém ter perguntado. Você não engana a ninguém com essa atitude, só a si mesmo. Lembre-se: somos indiferentes à ausência de pessoas que não nos fazem falta. Se você não é indiferente, então não esta´completamente desapegado - apenas trocou a paixão pelo ódio (o que te prende e prejudica do mesmo jeito).


6. Não fique na lama

Quanto mais gordo, quanto mais depressivo, quanto mais quebrado financeiramente, quanto mais perdido, quanto mais sem mulher, quanto mais derrotado profissionalmente você ficar, mais ela gozará litros pensando na sua desgraça, como numa espécie de vampirismo. Não se entupa de salgadinhos feito um porco nem caia na armadilha de sair por aí com amigos fanfarrões enchendo a cara e gastando dinheiro com baladas imbecis. Mudar a rotina não significa cair no mundo da putaria. Aproveite para cuidar da saúde, se alimentar direito e fazer algum exercício físico que vai te ajudar a aliviar o estresse e de quebra dar um tapa na tua auto-estima.

Se você não melhorar com essas dicas, eu mudo de nome.

PS.: Não, não vou citar aqui o clichê de que o ideograma chinês para crise é composto dos ideogramas para "Perigo" e "Oportunidade", pois crise em chinês é crise mesmo. Ninguém gosta de crise, e não há nada positivo em estar em crise. Isso de crise = oportunidade foi criado para vender livro de auto-ajuda para executivos (afinal, quais as chances de algum executivo estudar chinês para verificar se isso é verdade? É mais fácil acreditar e colocar isso na declaração de missão da empresa).

Comentários

  1. Doutrina, achei muito bom esses post, pois estou passando por essa mesma faze e pelo visto me dando muito bem.
    Uma coisa que gostaria se ressaltar nesse caso é o "Não aceite o "continuar amigos""; quando ela veio me dizer que nao queria mais nada falei na lata que isso era bom, nao sabia como dizer e ressaltei.. "melhor a gente ser so amigos".
    Tinha que ter visto as expressao do rosto dela e a linguagem corporal.. realmente ela teve o gosto de proprio veneno.
    Como foi sitado tbm, continuei a vida pegando outras... e ela sempre com o ar de "vi sua foto no facebook, eh a outra?"
    Com isso eu concluo que por mais que ela me deu um pe na bunda, ainda quer me dar o troco(no sentido de ficar comigo e me chutar de novo), assim alimentando o seu ego.

    ResponderExcluir
  2. Passei pela mesma situação. Ótimo texto Doutrinador! Parabéns.

    ResponderExcluir
  3. Eu postei isso hoje também no meu blog. filosofiaclubedaluta.blogspot.com

    Algumas dicas DE OURO para quem terminou o namoro e quer esquecer a garota.




    - não acredite no que elas dizem, veja suas atitudes não suas palavras

    - não pense que ela é santa e imaculada, ela é um ser humano, as vezes até pior que você, peida, caga, tem hemorróidas... tira a imagem dela do pedestal.

    - lembre-se sempre dos momentos ruins que passaram juntos! das brigas que tiveram, das faltas de respeito que ela teve com ti, falando de outro macho ou merdas assim para te provocar... lembre dos outros caras que ela já ficou antes de ti e dos que agora ela pode estar sentando na pica... OU SEJA, viva sua vida e esqueça essa guria.

    - a vida continua, saia pra bares com amigos, vá para fazenda, rancho com uma turma... não fique trancado em um quarto, pensando QUE VOCÊ É O CULPADO... isso é tudo manipulação feminista para te fazer deprimido e pra tu dar um tiro na cabeça.. então saia dai, vá tomar um sol rapá!

    - APAGUE tudo que tiver vinculo que lembre-a. Fotos, bloquei-a do msn, delete das redes sociais... ela está te fazendo mal? jogue tudo fora de presente que ela deu, queime os tênis e camisa que ela te deu, fotos e travesseiros de merda escrito eu te amo... essas merdas todas.... jogue fora tudo que lembre-a.

    - não busque informação sobre a vagabunda! não acesse sites que ela possa estar saindo em fotos (da balada da sua cidade), não busque informação com amigos com quem ela tá ficando (por que na verdade ela está dando, quem cai na vara uma vez, fica com a buceta coçando pra dar depois que termina), se algum amigo filho da puta vier te dar informação, não escute e mande um "vai tomar no cu, não quero saber".


    Dr. Richfield.

    ResponderExcluir
  4. Doutrinador seu maldito, excluiu o formspring e deve tá dando a bunda nas horas vagas agora, só espero que não pare com o blog e com a meteção de real nesses paspalhos.

    Forte abraço!

    ResponderExcluir
  5. Se doutrina não for um gênio (Como N. A.), eu sou Ronaldinho Gaúcho!

    Caim Ferrero

    ResponderExcluir
  6. PASSEI POR ISSO HA ALGUM TEMPO:

    O APOIO DA FAMÍLIA E A FORÇA DE VONTADE, ALIADOS ÀS CONDUTAS CITADAS NO TEXTO, FORAM FUNDAMENTAIS PARA A SUPERAÇÃO, DETALHE: A EX TEM TRANSTORNO DE PERSONALIDADE PSICOPÁTICA...FAZ QUASE UM ANO QUE TERMINEI, ME PERSEGUE ATÉ HOJE COMO NOS FILMES DE SERIAL KILLER... HOJE RESPIRO ALIVIADO E VEJO QUANTO TEMPO PERDI AO LADO DELA...NADA COMO SE RELACIONAR COM UMA MULHER NORMAL E EQUILIBRADA PARA VER COMO ERA RUIM VIVER DO LADO DE UMA DOIDA...É ISSO AI... SEMPRE EM BUSCA DO DESENVOLVIMENTO, DA EVOLUÇÃO...BELO POST DOUTRINA, COMO SEMPRE...

    ResponderExcluir
  7. Poxa cara, essa veio mesmo a acalhar. O problema do face é que nao adianta eu excluir o que eu ja tenho pq uso ele pra manter contato com outras pessoas com interesses profissionais... Ai complica a situação. Mas o texto sobre a parte da guerra-fria foi tocante.

    ResponderExcluir
  8. Post fuderoso, Doutrina!
    Quando eu terminar com alguma namorada vou aplicar essas dicas poderosas.

    Obs: Ficamos tristes por ter desabilitado seu Form, é uma perda grande em conhecimento. Eu mesmo tava fazendo back up de várias respostas avassaladoras.
    Esperamos que um dia vc volte ao form pra meter a real violentamente e ensinar como fazer na prática e que não pare com o blog.
    Já tivemos a baixa do Silvio, ter uma sua também seria péssimo pro movimento.

    Abraços!
    João

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Coisas que você precisa aprender: agir como homem

Mulheres rodadas: DIGA NÃO

Mangina - O que é? - Parte 1