A paixão gera "amor" ou gera crimes?


Querem entender porque existe essa onda de homens matando ex-namoradas e esposas? Quer entender por que esses idiotas simplesmente não arrumam outra mulher ao invés de cometer tais crimes?

Porque estão apaixonados.

A paixão cria na mente do homem uma imagem de divindade da mulher, e mesmo que existam outras, elas parecerão meras mortais perto da mulher que ele idealizou como deusa, alma-gêmea, "complicada e perfeitinha", etc. Como ele não pode vencer a mulher na guerra emocional, apela para a força física como manobra de desespero.

A verdade sobre os agressores

Agressores não passam de meros fracotes e covardões que fogem das regras naturais das relações pelo puro desespero da paixão. Na impossibilidade de se defedenderem das agressões emocionais e psicológicas inflingidas pela mulher no mesmo campo (emocional e psicológico), recorrem ao físico, pois é o único campo onde ele é superior à mulher já que possui a estrutura sentimental e de uma criança (o tempo se encarrega de evoluir o homem fisicamente, mas o próprio homem é responsável por evoluir a si mesmo de forma intelectual, psíquica e emocional).

O falso respeito

Quando a mulher fica acuada pela agressão ou intimidação em vias físicas, o agressor acha que conseguiu o respeito dela.

O que esses imbecis não entendem é que a mulher não se acuou porque respeita o agressor, e sim pelo simples medo da agressão, já que embora seja mais forte emocional e psicologicamente que o parceiro - e talvez até tenha manipulado os sentimentos dele usando dessa superioridade - ela é em geral mais fraca fisicamente.

Onde está o mérito e "respeito" em acuar alguém apelando desse jeito? Melhor seria simplesmente ter dispensado a mulher ao invés de bancar o corno brabo. Idiotas!

O agressor, embora pareça demonstrar que está no controle da situação, está extremamente apegado sentimentalmente à mulher e desesperado. Como não consegue dispensá-la por estar apaixonado, e também não consegue vencê-la no jogo emocional, comete o crime passional. Tais agressores agem como marginais que não valem a merda que cagam, mas que acham que são "respeitados" só porque empunham uma arma na cabeça dos outros.

Entendam uma coisa de uma vez por todas: usar a força física num jogo emocional é manobra de desespero, toda agressão emocional deve ter sua legítima defesa também no campo emocional.

Só desequilibrados, apaixonadinhos bundões e desonrados cometem agressões físicas. Homens de verdade jamais apelam para isso, pois são senhores de suas próprias emoções e rochas inabaláveis em sentido emocional. É por causa de vermes como esses agressores que a classe masculina é difamada.

Vou alistar aqui os maiores culpados por tais crimes passionais:

1. O homem

Obviamente, o maior culpado pelos crimes passionais é o próprio homem. Hoje é comum a cultura de que desenvolvimento masculino é apenas estudar, trabalhar, ganhar dinheiro e ficar "bombadinho pra arrasar e pegar todas na balada". O homem cresce fisicamente e estuda para crescer intelectualmente, mas não cresce emocionalmente e sua visão sobre as mulheres fora do campo sexual fica presa à infância.

Não se incentiva o preparo emocional, não se estuda a real face dos relacionamentos, não aprende-se a lidar com as mulheres e como defender-se de agressões e manipulações emocionais. Os pais ignoram completamente a educação psicológica e emocional. Querem filhos fortes fisicamente e financeiramente, mas esquecem de prepará-los para vencer os desafios emocionais. Quando alguém escreve um livro ou artigo mostrando como os relacionamentos podem ser perigosos e como as mulheres também podem manipular e serem nocivas num relacionamento, são apedrejados. Os homens então entram nos relacionamentos achando que tudo vai acontecer perfeitamente como num filme da Julia Roberts e Hugh Grant, e que as mulheres vão destinar o mesmo amor que suas mães lhes destinavam.

Nos momentos de crise no relacionamento, nos momentos intensa pressão e agressão emocional, nos momentos onde as emoções estão a flor da pele, o homem então não sabe o que fazer e não possui o equilíbrio necessário para lidar com a situação, pois nunca deu valor ao preparo psicológico e emocional. Ele é tirado a fórceps do relacionamento e da crença na paixão perfeita, pois sempre lhe fora ensinado que mulheres são "perfeitas" e inquestionáveis, e tal desilusão repentina o faz acabar cometendo os crimes passionais - lembrando que isso não é uma justificativa, mas uma explicação.

2. A mulher

Desde pequenos somos ensinados que mulheres são dóceis e inofensivas, e que jamais devemos questionar suas atitudes. Mas a realidade mostra que as mulheres podem infernizar a vida de um homem emocional e psicologicamente - e até mesmo fisicamente - tanto quanto o homem. Infidelidade, incertezas, canalhices, falsas ilusões... isso não pertence apenas ao universo masculino, como a mídia feminista e opinião pública em geral gosta de fazer parecer. Mulheres também traem. Mulheres também iludem. Mulheres também terminam relacionamentos abruptamente com requintes de crueldade emocional. É verdade que muitas delas são vítimas inocentes nas mãos de lunáticos e psicopatas, mas esse grau de inocência é na maioria das vezes muito menor do que imaginamos.

Cúmplices também são as mulheres que se envolvem com canalhas e cafajestes declarados, na esperança de convertê-los ao bom mocismo. Mulheres que se envolvem com marginais, com desequilibrados, com beberrões, com drogados, com traidores, com homens de várias passagens pela polícia, com bandidos, etc.

Embora nada tire a culpa dos agressores nos casos de crimes passionais, as mulheres talvez pudessem evitar muitos deles se evitassem os relacionamentos com tais crápulas. Mas, infelizmente, muitas delas parecem preferir assumir esse risco e estão sempre se envolvendo com tais com canalhas e homens notoriamente desequilibrados e que vivem à margem da lei, mesmo com mostras de que eles podem se tornar uma ameaça.

3. A paixão

Não sei quem foi o asno que inventou o mito de que paixão é algo benéfico. Esse "gênio" dos relacionamentos na verdade criou um poderoso entorpecente, cuja fórmula é a atração "misturada" com o mito do amor romântico. Um homem e uma mulher não precisam se apaixonar para serem felizes num relacionamento. Eles, sim, devem ter atração, afinidades e respeito. Paixão é apenas sentimento de dependência. E quando existe um dependente, sempre existe um traficante. É perfeitamente possível se relacionar com alguém tendo atração, afinidade, respeito, comprometimento, fidelidade, alegria e diversão, sem transformar bons sentimentos em vícios. Quando alguém diz "estou apaixonado", na verdade quer dizer "estou viciado". E se alguém lhe tira o objeto responsável por saciar o vício, ocorrerá uma crise de abstinência que não raro resulta em tragédias.

Lembre-se: como o próprio nome denuncia, crimes passionais são crimes que se originam... na paixão.

Comentários

  1. brilhante analogia da dependencia de drogas e a dependecia da pessoa ''amada''

    seus textos estao cada vez melhores.

    abraço da real

    ResponderExcluir
  2. Paixão é para os fracos que se entregam a algo que não é concreto, um falso desejo de posse que como o Doutrina disse resulta muitas vezes em tragédia.

    Parabéns pelo post. Ultimamente anda postando bastante, é isso aí!

    ResponderExcluir
  3. Todo homem deveria ler este post!
    perfeito

    ResponderExcluir
  4. Cara, tua analogia estuprou completamente o post, elevando ele um grau de esclarecimento muiiiito superior, cara adorei, mesmo. Conheço vários viciados...

    ResponderExcluir
  5. Doutrinador, como sempre, tirando os paspalhos da matrix.

    Eu conheço um apaixonado. O cara ja foi chutado e já voltou com a namorada tantas vezes que já perdi a conta. É visível que ela não gosta do cara!

    E já tentei meter a real sem sucesso. Aquele, infelizmente, é um caso perdido!

    ResponderExcluir
  6. Caralho! Mais um post destruidor. Bato palmas de pé para o texto. Estava até pensando em postar algo parecido lá no fórum, mas depois desse texto nem precisa falar mais nada.

    É engraçado que eu não vejo como as feministas podem contra-argumentar contra isso. É aquela velha frase: "Contra fatos não há argumentos"

    ResponderExcluir
  7. Poderia existir um A.A para isso:


    APAIXONADOS ANÔNIMOS!



    ass: Redneck Country Man

    ResponderExcluir
  8. Muito bom o texto,

    Mas relacionamento é um negocio complicado, eu memso ja terminei com minha mulher varias vezes para não chegar a esse ponto de violencia, mas não entra na cabeça dela, fico procurando ter paciencia, trabalho pacas não tenho tempo de procurar meus direitos se é que tenho, essa violencia psicologica acaba com a gente, tem vez que ja chego estressado do trabalho ainda tenho que ouvir reclamação, complicado.

    ResponderExcluir
  9. Talvez fosse uma boa ensinar as pessoas a não se apaixonarem. Eu, que não me apaixono há 12 anos, digo que é mais simples do que parece o ato de não se apaixonar, ainda que eu tenha demorado a aprender como fazê-lo.
    Há formas simples de fazê-lo. Imaginar seu alvo de interesse se contorcendo em cima de um vaso sanitário por causa de uma diarreia é uma maneira excelente de cortar todo e qualquer romantismo que pinte em sua cabeça.

    Outra forma simples é monitorar-se em relação ao que sente. Começou a sentir sinais de paixão? Comece a falar para si mesmo que não irá se apaixonar. Fale isso para si mesmo diversas vezes até que o sentimento passe. Com isso, fica sobrando apenas e tão somente a atração e eventuais motivos racionais que aquele seu alvo tenha.
    Pode parecer meio esquisito isso, mas com o tempo você vai pegando a prática e não mais se apaixona. Claro que isso não isenta de você ficar interessado ou mais enredado em alguma mina, mas se ela fizer as merdas dela e não rolar nada, você está bem blindado emocionalmente.

    Essa era uma coisa que aprendi antes de entrar em contato com a real e que já naquela época ajudou a me livrar de muitas roubadas e a evitar que eu ficasse afetado com os reveses dos relacionamentos.

    ResponderExcluir
  10. Aguardo comentários das mulheres aqui, para quebrarem a cara. Elas não conseguem controlar essa vontade de se envolverem com caras errados, infelizmente.

    ResponderExcluir
  11. Já era leito do Silvio e do seu blog desde os primórdios...já faz muito tempo e realmente, confesso que no início, interpretei muita coisa de forma equivocada, subliminarmente e sem perceber, ficando até revoltado, hehe o choque inicial é sempre grande.
    Mas cara, sem querer babar ovo, creio que seus textos certamente estão mais maduros, e cada vez melhores.
    Cada vez mais imparciais, distribuindo e separando realidades. Não sei como é sua vida fora do blog, mas creio que você já sabe o caminho do sucesso, espero que esteja colocando seu desenvolvimento pessoal em prática.
    No mais, reitero que este texto foi um dos melhores que já li em seu blog.
    Saudações.

    ResponderExcluir
  12. "...como num filme da Julia Roberts e Hugh Grant, e que as mulheres vão destinar o mesmo amor que suas mães lhes destinavam."

    PUTA QUE PARIU!

    "... mulheres talvez pudessem evitar muitos deles se evitassem os relacionamentos com tais crápulas."

    PUTA QUE PARIU DE NOVO!

    "Um homem e uma mulher não precisam se apaixonar para serem felizes num relacionamento."

    SEM PALAVRAS...



    Porra, muito bom o texto cara! Conhecimentos muito valiosos!!!

    Abraço

    ResponderExcluir
  13. excelente.depois de um tempo,acompanhando os blogs da central masculina,esses alertas parecem óbvios.mas ainda tem muta gente que não conhece.sempre bom lembrar,pois pode estar salvando a vida de pessoas.de ambos os sexos.

    ResponderExcluir
  14. Não entendo essa porcaria de não se apaixonar. Se a pessoa gosta, se sente prazer e é feliz com o seu parceiro, não vejo motivos para não se entregar e curtir a relação de forma integral. Só temos essa vida, não temos tempo a perder, estamos aqui para viver, não dá para ficar fingindo e usando a outra pessoa, nem é justo. Não é decente, se vc não vai se entregar, amar e se apaixonar, melhor ficar sozinho e evitar fazer o outro sofrer.
    Quem mata não é apaixonado, é louco e não ama a pessoa. Quem mata é fraco, é doente!

    ResponderExcluir
  15. Muito bem, o texto é bom como de praxe, e de fato boa parte dos homens é imaturo emocionalmente,e por isso incapaz de lidar com a paixão a qual não é um mal em si.

    ResponderExcluir
  16. O comentário escrito acima deste onde diz que quem mata não é apaixonado e sim louco foi postado por uma mulher, quiçá uma mulher feminista.

    Reparem como quando o homem acaba perdendo a cabeça é taxado como louco, a mensagem
    subliminar no comentário diz na realidade: " Sejam submissos, mesmo quando provocados e pisoteados continuem apaixonadamente amando ".

    Sejam espertos, raciocinem e não se deixem levar por falácias de mulherzinha.

    ResponderExcluir
  17. A paixão é uma palavra derivada de pathos(no grego) que significa "doença". Mas na romanceação tal tipo de coisa é endeusada culturalmente, na sociedade atual principalmente, mesmo as tais moças de familia, hoje em dia, em sua maioria, não sendo nada nada damas, como as do passado costumavam ser, isso é proibitivo, pois dizem que é machismo... E sabemos que os argumentos das feministazinhas vão desde, ah o marido traia as esposas no passado, quando a sociedade era mais machista e não havia igualdade(supostamente, e inquestionavelmente na opinião delas)entre os generos, mas também dizem que as esposas é que traiam com o leitero, carteiro, encanador e etc... Ou seja, o que a mulher moderna e feminista sabe é realmente jogar sujo(exceções?... não excluo essa possibilidade, deve haver, mas não me culpo nem um pouco de não ter conhecido, pq querer, isso com certeza, eu sempre quis), até na mais simples conversa, não espere nunca que joguem limpo!

    ResponderExcluir
  18. Tenho que dizer que este post foi excelente, e seria muito bom que todos os homens tivessem acesso ao que foi escrito aqui.
    Sou mulher e convivo com um homem desses, os ciúmes dele é tão obsessivo que tudo o que eu já senti por ele um dia evaporou, ele sentia ciúmes até da minha própria mãe e irmãos.
    Antes de casar com ele, ele já havia dado mostras de ser ciumento, com coisas bem tolas, e que eu não dei o devido valor, mas de resto era um homem irrepreensível, estudioso e muito trabalhador, bonito e de excelente família, achei que estaria fazendo um excelente casamento.
    Não vou ficar aqui desfiando o número de barbaridades que ele já fez em nome desses ciúmes.
    Mas chegou a um ponto que tive que pedir o divorcio, e tive a maior decepção que ele pode me dar que foram ameaças a minha vida e até a vida dos próprios filhos dele.
    Tentei de todas as formas fazê-lo entender que não éramos compatíveis mais, propus até mesmo de ficar com muito menos do que seria direito meu na justiça, mas a única resposta dele eram mais ameaças.
    Ele apesar de tudo é um homem que tem excelente situação financeira, a dependência dele é apenas emocional mesmo.
    Cheguei a um ponto que se tornou insuportável viver com ele, não acho justo enterrar minha vida ao lado desse homem, por isso procuro ser feliz ao meu modo, sei que a maior parte das pessoas vão me jogar pedras, mas eu pouco me importo, não respeito mais esse homem, estou com ele, mas me sinto uma prisioneira das ameaças dele.
    Os amigos e minha família dizem pra que eu procure ajuda na justiça, mas tenho certeza que seria inútil e a única coisa que eu conseguiria é ter um fim mais rápido, por isso vou levando a vida dessa maneira até onde der.

    ResponderExcluir
  19. Ele apesar de tudo é um homem que tem excelente situação financeira, a dependência dele é apenas emocional mesmo.<<<

    ESSA VAI PRA VC ANONIMA AI ACIMA, A SUA RESPOSTA ESTA NO PROPRIO FATO EM SI, VC NÃO SE PREPAROU PRA VIDA É DEPENDE DO DINHEIRO DELE E AGORA TA FUDIDA, SE SAIR DA AGUA MORRE SEN AR, E SE FICAR MORRE AFOGADA KKKKKKKK

    ResponderExcluir
  20. E VC É UM RETARDADO PQ EM MOMENTO ALGUM DISSE QUE VIVO AS CUSTAS DELE, ELE TEM MUITO MAIS Q EU, MAS NÃO PRECISO DELE PRA VIVER, SÓ QUERO ME VER LIVRE DELE, MAS ELE N QUER ISSO, TB Q ELE NÃO RECLAME, PQ NÃO SOU CAPACHO DELE, E FAÇO O Q ME DA NA TELHA.

    ResponderExcluir
  21. Obrigado pelo relato, anônima.

    ResponderExcluir
  22. "Sou mulher e convivo com um homem desses, os ciúmes dele é tão obsessivo que tudo o que eu já senti por ele um dia evaporou, ele sentia ciúmes até da minha própria mãe e irmãos."

    "Não vou ficar aqui desfiando o número de barbaridades que ele já fez em nome desses ciúmes".
    "Mas chegou a um ponto que tive que pedir o divorcio, e tive a maior decepção que ele pode me dar que foram ameaças a minha vida e até a vida dos próprios filhos dele".
    "Tentei de todas as formas fazê-lo entender que não éramos compatíveis mais, PROPUS ATÉ MESMO de ficar com muito menos do que SERIA DIREITO MEU NA JUSTIÇA, mas a única resposta dele eram mais ameaças".
    "Ele apesar de tudo é um HOMEM que tem EXCELENTE SITUAÇÃO FINANCEIRA, a DEPENDÊNCIA dele é apenas EMOCIONAL mesmo".

    Bom, se vc trabalha ou não(poderia dizer q é mais provavel q não, sem muita certeza sobre isso, pode ser q trabalhe), isso vc nem comentou, tão pouco também quanto a sua situação financeira, mas falou da dele e disse que ele é dependente emocionalmente de vc, mas vc também parece ser não apenas do que ele pode oferecer financeiramente, mas também das ameaças do mesmo(também totalmente errado nisso), comentando que abriria mão do que seria direito seu na justiça. Entretanto, mais honesto mesmo, da sua parte, seria vc considerar que se casou com ele e não com a legislação, assim não tentando extorqui-lo(se quer se separar, pq apenas não faz isso e leva contigo apenas o que está no seu nome ou exige somente o q tu gastou do teu dinheiro?), uma vez q ele abriu mão dos direitos dele, de separação total de bens materiais(leve isso em consideração... cadê sua sensibilidade?... se não tem, vc é uma manipuladora, oportunista também!), iludido e talvez quase coagido, sobre o o apego a vc, a paixão q a sociedade o ensinou a ter por alguma mulher(se não fosse por vc, ia ser por outra!). E é por isso, por tudo que vc disse, dando a entender que é apenas mais uma vitimista(não queria ficar desfiando, mas já fazendo isso...rs), q não parece haver algo chamado sinceridade, na maioria das coisas que vc falou.
    Na boa, duvido muito que ele tenha ameaçado até os filhos dele e quanto ao ciume que vc disse q ele sente, até da sua mãe e irmão, vc sempre deve ter mantido a relação com os mesmos bem estreitas, mesmo depois de casada, também é entender que vc não mora mais na casa dos seus pais(ou mora?) e q quando os encontrar, juntamente a seu marido, não ficar jogando um contra o outro(muitas adoram fazer isso). Provavelmente, isso é quase q uma certeza, q nada disse é levado em consideração, não apenas por vc, mas por muitas e o que prevalece é o vitimismo mesmo, infelizmente.
    Desejo boa sorte a vcs dois, q nenhum dos dois saia em um prejuizo muito maior do que o necessário do q tiver q ser, caso vcs terminem mesmo e q ao fim desse relacionamento tudo termine da melhor maneira possivel.

    ResponderExcluir
  23. E realmente, todo homem deveria ler mesmo esse artigo, pq tem muito cabeça oca q se presta a tomar atitudes de violência, usando a força bruta contra a mulher, para se auto afirmar, fazendo com q ela continue com ele mesmo q por coação, isso é repudiavel.

    ResponderExcluir
  24. Comentário do ARTELIVRE: Inútil e infundado.

    ResponderExcluir
  25. Aiaiai essa "Anônima" acima.

    Se repararem bem vão ver que é como naquela história de "virgem enganada pelo cafageste".

    ResponderExcluir
  26. As mulheres tem culpa, porque sentem ASCO de medianos,nerds,romanticos,honestos e ''bonzinhos'' e se envolvem com bandidos ciumentos,playboys que não aceitam perder,e toda a laia de pau no cu que existe nesse mundo.

    Homens são alienados desde crianças a acreditar que as mulheres são seres angelicais,puros e perfeitos,(matrix,mito) e confumdem sexo e atração com amor,depois matam ou vão pra cadeia depois...

    Porra,queria ter vivido na década de 50 ou 60... :/

    ResponderExcluir
  27. "As mulheres tem culpa, porque sentem ASCO de medianos,nerds,romanticos,honestos e ''bonzinhos'' e se envolvem com bandidos ciumentos,playboys que não aceitam perder,e toda a laia de pau no cu que existe nesse mundo."

    Então eu devo ser a exceção, eu sempre dei preferencia a nerds, românticos, e honestos, tanto que me casei com um. Por sinal foi o único que conheci que tinha maturidade o suficiente pra seguir para um relacionamento mais sério diferente da maioria dos caras desse tipo, que, infelizmente, ainda se mantem agarrados ao mito da 'Adoração a Vagina'.

    Parabéns a todos os homens que acompanham esse e outros blogs masculinistas. Se vocês mudam, consequentemente forçam as mulheres a mudar, e mudam a sociedade e a visão forçada e tirânica de atribuir papeis sociais baseado em gênero sexual.

    ResponderExcluir
  28. "Um homem e uma mulher não precisam se apaixonar para serem felizes num relacionamento. Eles, sim, devem ter atração, afinidades e respeito."


    Graças à Deus, aprendi a não mais me apaixonar, por ser uma verdadeira doença... pode parecer tentador, mas nao vale o preço (y)

    Abs!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Mulheres rodadas: DIGA NÃO

Mangina - O que é? - Parte 1

Como lidar com um término de relacionamento