Como ser respeitado - Parte 4: TRABALHO

 
As leis trabalhistas, ao longo dos anos, foram aperfeiçoadas por e para privilegiar trabalhadores vagabundos em detrimento das empresas. Ainda há neste país a cultura inútil de que todo trabalhador é um escravo. O salário nunca está bom, o patrão nunca é legal o suficiente, as colegas de trabalho nunca são tão gostosas como nos seus sonhos, os clientes nunca são tão gentis. As coisas só são legais quando você está na merda e precisa de um emprego. A carga tributária para empresas é pesadíssima. As que não são microempresas ou optante pelo simples pagam 20% de INSS apenas na parte de empregador, fora outros impostos. É por isso que no Brasil hoje existe desemprego e ao mesmo tempo falta de profissionais competentes no mercado: é muito funcionário sanguessuga que só quer saber dos seus "deretchos" e "colocar a empresa no pau" e poucos caras que arregaçam as mangas pra trabalhar.

Porém, mesmo querendo trabalhar, muitas vezes precisamos lidar com colegas oportunistas, chefes imbecis ou colegas de trabalho gostosas que querem nos manipular. Vamos aprender então como contra atacar e conseguir o respeito de:

1. Colegas oportunistas

Seja na vida pessoal ou profissional, sempre existirão oportunistas querendo que você faça o trabalho deles com o rótulo do "trabalho em grupo" e da famosa "forcinha". Trabalhar em grupo significa que um competente fará todo trabalho enquanto os vagabundos atrapalham fazendo sugestões inúteis. A melhor forma de evitar isso e conseguir respeito é aceitar amigavelmente o pedido de ajuda, tornando o processo uma verdadeira tortura depois. Deixe claro que você não quer ajudar apenas com o trabalho fácil, mas com todas as implicações estratégicas porque você é um grande "trabalhador de equipe". Então, é só começar a "questionar" irritantemente todo o projeto.

Este método também funciona bem em casa. Para ilustrar: se você for casado e sua esposa pedir pra você mover o sofá para o outro canto da sala, aceite bondosamente. Então, comece a questionar primeiro se realmente é necessário ter um sofá. Passe seu dedo nas frestras e diga que não seria má ideia uma aspirada no sofá de vez enquando, e que a limpeza na parte inferior está a desejar, que o sofá está depreciado pelo desgaste e ação do tempo, e que vocês estão perdendo dinheiro pois o sofá está apodrecendo pela falta de cuidado. Tente manter aproximadamente 10 minutos de debate para cada minuto de ajuda.

Depois de pouco tempo, sua esposa ou seu colega de trabalho irá aprender que pedir um favor seu é um verdadeiro convite para a tortura psicológica. E o melhor de tudo é que você continuará será visto como alguém "prestativo" e "de equipe".

2. Chefes


Para saber se o seu chefe lhe respeita, faça o teste abaixo:

Situação: Você entra na sala do seu chefe para fazer-lhe uma pergunta, mas ele está ao telefone.

Possíveis reações:

- Se ele cumprimentá-lo assim que você entrar, pedir desculpas à pessoa que está com ele ao telefone e terminar imediatamente a ligação, então... você é muito respeitado.

- Se ele lhe der o sinal de "só um minutinho" e finalizar a conversa ao telefone com muita educação enquanto você espera, então... você é respeitado.

- Se ele pedir sua caneta emprestada, atirá-la pela janela e, quando você a tiver recuperado perceber que a porta foi fechada e trancada, então... você não é respeitado.

Se você não é respeitado pelo seu chefe, não se desespere. Isso é algo absolutamente normal. Se os bicho-preguiça tivessem uma dança, ela iria parecer exatamente com você e seu chefe tendo uma discussão sobre objetivos. Seu chefe quer obter de você o máximo de trabalho possível enquanto lhe nega uma vida saudável e sua razão de viver, para que ele desfrute dessas coisas no seu lugar. Em contraste com isso, você quer tarefas que podem ser feitas por um esquilo em coma. 

O que fazer

- Faça sua obrigação: trabalhe, cumpra prazos, não deixe acumular muito serviço. Não entre na onda dos seus colegas vagabundos que nunca fazem porra nenhuma a não ser secar a garrafa de café e falar sobre bundas.

- Passe uma boa imagem: procure bater o cartão 5 minutos antes ou alguns minutos depois do horário. E lembre-se: quem anda com papéis na mão pelos corredores dá a impressão de ser alguém ocupado. Quem anda com um jornal embaixo do braço dá a impressão de que está indo cagar.

- Tenha a razão do seu lado. Esteja com o serviço em dia ou tenha na ponta da língua o andamento do seu projeto.

- Trabalhar bem não significa bancar o jumento de carga, ninguém aqui é hipócrita para dizer que trabalha a todo vapor o expediente todo. Se for pego de bobeira pelo chefe, fique tranquilo pois existe uma boa desculpa para tudo. Por exemplo, se divertir com jogos em flash no computador pode ser rotulado como "aprendendo a usar um novo software multimídia, economizando muitos reais em treinamento". Ler meu blog durante o expediente pode ser rotulado como "estou tendo um insight de novas ideias e recebendo um positive feedback que vai agregar muito know-how à empresa". Não use desculpas imbecis como "estou descansando os olhos", "cheguei atrasado pois minha tia está doente e fiquei cuidando dela a noite", etc. Seja criativo e inteligente. E certifique-se de cumprir todas as suas tarefas e obrigações, não fique dando desculpa toda hora e procrastinando tudo feito um vagabundo.

- Para ajudar a sua identificação com seu chefe, memorize as seguintes palavras e tente inserí-las o máximo possível em suas frases: "aplicações, demanda, know-how, business, desafio, gestão, feedback, compatível, competitivo, contribuição, custo-benefício, redução de custos, disponibilidade, viabilidade, dia-a-dia, eficiência, engajamento, metas, e-commerce, interface, software, soluções, atenciosamente, proativo, paralelo, colaborador, padronização, liderança, oportunidade, paradigmas, qualidade, trabalho de equipe". Como todo chefe e gerente se atrai por essas palavras inúteis, vai se identificar subliminarmente com você.

- Existe uma pesquisa que provou que macacos se sentem mais atraídos a outros que reproduzem os mesmos sons e grunhidos pré-históricos. Você também pode trocar algumas palavras por sinônimos corporativos bizarros para parecer mais integrado com seu chefe, por exemplo: trocar a palavra negócio por business, conhecimento por know-how, programa por software, comércio eletrônico ou site de vendas por e-commerce, resposta por feedback, andamento por status, etc. Se usar bastante palavras inúteis, talvez até consiga uma promoção para a jaula da gerência. Recomendo o filme "Office Space" ("Como Enlouquecer seu Chefe" no Brasil), que exemplifica bem esse processo de "identificação".

O que não fazer

- Conversas inúteis: não fique de papo furado falando sobre quem tomou no rabo no paredão ou saiu na última Fazenda. Poucas coisas irritam mais um chefe do que risadas, falatório e descontração. Se os funcionários estão felizes, é porque não estão trabalhando e sendo explorados o suficiente.

- Bancar o sindicalista imbecil: ninguém gosta de funcionários idiotas que fazem questão de 1 real e todo dia falam em "vou procurar meus deretchos". Se não está contente, faça um favor a si mesmo e caia fora, não existe mais escravidão. Seus direitos são assegurados por lei e mesmo depois da dispensa você tem 2 anos para acionar a empresa, então relaxe e PARE de brigar com chefes e gerentes todo o dia por causa de 15 centavos que ficou faltando na passagem. Não existe nada mais ridículo e desonrado do que um cretino ou cretina que fica o dia todo reclamando de como vive "preso" na empresa e sendo "escravizado", como ele(a) fosse obrigado a estar ali. Não quer trabalhar? Vá pra casa coçar o saco. 

3. Colegas gostosas

Lema do homem bem sucedido no trabalho: "onde se ganha o pão, não se come a carne". Nunca se relacione com gostosas dentro do local de trabalho. Não faça qualquer contato além do profissional dentro do departamento. Se quiser encontrá-la fora dele, tudo bem. Tenha testemunhas.

Muitas mulheres usam o fato de serem gostosas para manipular paspalhos e conseguirem favores gratuitos no trabalho. Quando rejeitamos prestar algum desses favores, ficam nervosas e querem armar barraco. A questão não é o favor, mas o ego ferido por ver que não teve nenhum poder de encanto sobre vc. Muitas mulheres acham que só por terem nascido com uma vagina devem ser idolatradas e ter vários ao seu redor lambendo o borrão de merda da calcinha delas. Isso é mais uma prova de como as mulheres não são tão santinhas, resolvidas e fodonas como as feministas dizem. São mais dependentes das ações e reações do homem do que elas imaginam. Muitas vezes, os superiores e colegas acabam ficando do lado dela e contra você. Isso é o que se acontece quando vc tem um inimigo mais influente que vc na empresa. Mas não esquente. Contra-ataque com frieza (não demonstre nervosismo ou sentimento de culpa) e tocando a real no trabalho, sendo ainda mais competente. A razão está do seu lado, não a perca.

Na parte 5 da série, entrarei com os dois pés no peito na desonra dentro da escola ou da faculdade. Como lidar com imbecis do fundão que ficam te tirando, como lidar com vadias que zoam com introvertidos, como conseguir o respeito de professores desonrados, como passar confiança nas exibições públicas, etc.

DICA: Inscreva-se e receba cada post da série diretamente no seu email sem se preocupar.

Fique ligado! Cadastre-se e receba os próximos posts via e-mail. É grátis!


Número de emails cadastrados:
fellow readers

Comentários

  1. Duas outras boas palavras para se usar com o chefe:

    brainstorm e approach.

    ResponderExcluir
  2. "Quem anda com um jornal embaixo do braço dá a impressão de que está indo cagar."]

    Como me lembrei do meu ultimo emprego...

    ResponderExcluir
  3. Doutrina, seus textos são fodas demais!!!
    Fiz um breve estágio e aprendi algumas coisas, com esse post certamente vou deixar de cometer muitos erros (alguns até imperdoáveis).
    Parabéns, cara!

    Abraço!

    ResponderExcluir
  4. Esqueceu-se de uma que vale não só para o trabalho, mas para qualquer situação na vida.

    - Se quer ser respeitado, não sorria demais. As pessoas tendem a não levá-lo à sério.

    Fora que tudo que é abundante é desvalorizado, isto é, quanto menos sorrir, mais seu sorriso será valorizado quando o fizer. Use com moderação.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Mulheres rodadas: DIGA NÃO

Mangina - O que é? - Parte 1

Como lidar com um término de relacionamento